• Marcelo Naudi

Jimmy Page e suas afinações alternativas

A maior parte do método de composição único de Jimmy Page é resultante do uso criativo de suas afinações alternativas.


Mas qualquer um que já tentou mudar a afinação em G aberto para a afinação padrão o palco, sabe o tempo que isto leva. E carregar duas ou mais guitarras, cada uma com uma afinação diferente, também não facilita muito.


Tentando solucionar o problema, Page travou uma luta para descobrir um sistema que acomodasse as afinações de muitas de suas músicas. Até o dia em que a TransPerformance apareceu e através de seu L-CAT e qualquer guitarra sólida Les Paul pôde ser instalada com um sistema interno de seis motores controlados por computador, cada um regulando a tensão de cada corda.


Você ativa os motores com um simples toque de um botão que comporta até 144 programações de afinação e mais 240 definidas pelo usuário.



A mudança de afinação é quase instantânea e permite não só a flexibilidade de afinar a guitarra entre duas músicas com tempo de sobra, como também mudar uma afinação durante a música.


Imagine você tocando uma base do Sonic Youth ou Soundgarden com uma afinação em D aberto e instantaneamente mudá-la de volta à afinação padrão para fazer o seu solo.


O L_CAT oferece milhares de possibilidades diferentes, todas elas facilmente acessíveis por meio de botões no tampo e um visor LCD. O L-CAT pode ser facilmente instalado em qualquer Gibson Les Paul sem que as características originais de ressonância da guitarra sejam afetadas, e com menos de 500 gramas. O aumento no peso da guitarra é irrelevante.


Fonte: Revista Guitar no. 1 de 92 por Jon Chappel